23 de nov de 2009

A febre de Dorian Gray

Algumas pessoas pregam o fim dos valores éticos e morais enquanto outros dizem que cada ser constrói seus próprios valores. Se antes a sociedade vivia segundo as normas de fortes instituições, (religião, família, profissão e etc..) e seguia os idéias do romantismo, atualmente vivemos sob o peso do ideal da beleza o chamado culto ao corpo.
Tudo o que é emoção se transforma em sensação e o que chamávamos de sentimentos vai perdendo espaço para o biológico, não há mais poder de escolha (livre arbítrio) mas no mundo contemporâneo tudo se explica como genético.
As transformações que antes eram observadas como algo natural do processo de envelhecimento passou a ser problema de saúde publica com a constante vontade de querer o corpo perfeito, pois com ele é que nos assumimos uma identidade, ao contrario de algumas décadas onde o lado interior era visto como fonte de salvação e de identidade própria.
O ideal do nosso século é a beleza física.
Parece que o ideal Dorian Gray ( romance o retrato de Dorian Gray escrito por Oscar Wilde) e a febre do momento, mas o bom é que as coisas sempre mudam.

Nenhum comentário: