27 de nov de 2009

SOLIDÃO ACONTECE!



Por um caminho errante andar, andar
Depois parar!
Correr na contramão de uma avenida qualquer,
Criar um mundo próprio e nele viver.
Lutar contra a multidão.
Percorrer sozinho um deserto
Assim como uma gota de chuva
Que percorre um vasto rio até o mar.

Solidão acontece!
Quando se apaga a chama da vela
Acesa sobre o altar da felicidade.
Após a quebra der todos os laços
Existentes entre os irmãos.


Solidão é uma lagrima retida
Um sentimento esquecido
No coração perdido...

Não acontece no corpo, mas fere
É como o espinho na rosa
Cicatriz na alma do ser humano.

Solidão acontece na poesia!
Sim ,ela é o eu lírico
De um poeta que sofre...

sandrio cândido.

Nenhum comentário: