21 de mar de 2010

Mensagem a minha amada.

De repente do riso fez se o pranto...
(Vinicius de moraes)

Tão grande ilusão do amor, este sentimento que queima como uma vela no altar, mas tudo que queima se consome, assim também foi o nosso amor, fomos perdendo o sentimento a cada toque, deixando sua essência no beijo que jamais foi devolvido, deixando sua alma em cada lágrima.
Posto que a vida segue inevitável curso, que neste curso as pessoas se modificam e pouco nos resta do que fomos, alem de fotografias velhas jogadas na poeira da estante, imagens que nos remetem aos momentos de intensa paixão, mas por dentro não ocorre mudança, o amor não nasce e não morre o amor não se transforma, o amor se perde dentro das sensações rotineiras, com o perdão da palavra.
Dentro de nós há um vazio, mas em todo copo vazio há sempre ar, em todo coração vazio há uma melancólica lembrança disfarçada sob o sentimento de saudade.
Posto que hoje guardamos apenas os sonhos não afagados nas lágrimas, posto que não sabemos sofrer, ainda que sejamos poetas, não sabemos sofrer o bastante para compreender a existência e o dia que compreendermos tudo perderá o valor, posto que não haverá mais o que procurarmos no outro, talvez por isto tenhamos deixado que nossos destino se separassem, já não havia em ti o mesmo véu de candura, a janela da vida parecia está completamente aberta....
Visto todos estes detalhes que nos fazem perder o rumo da poesia, restou uma historia,mas o rosto da historia é despido, sem expressão, este não consegue fazer reviver todo aquele sentimento que as flores sempre trazem consigo, ainda que mude a primavera, O AMOR.
Más sabe minha querida amada,hoje quando amanheceu, eu tentei encontrar outra pessoa, mas me assustei ao perceber que seu rosto estava nela, como a palavra grafada no livro da vida, sem rasuras...
Que bom saber que eu não aprendi a continuar sem você,resta me saber se você continua sem meu ser, sendo assim prefiro me esconder sob o frágil teto de palavras, assim quem sabe te encontrar em outra poesia, posto que nesta eu te perdi,eu me perdi, nós perdemos.
Que posso fazer perder é um caminho, esquecer é preciso e padecer é inevitável....


Sandrio cândido.

10 comentários:

Juliana Lira disse...

Sandrio

CAro que coisa mais linda!Quanto sentimento e ternura nessas palavras...Sandrio parabéns eu fiquei encantada, lindo, lindo, lindo!

"Posto que não sabemos sofrer ainda que sejamos poetas..."

Como poetas talvez saibamos ainda menos, talvez a dor que sentimos seja apenas um mero alento que expressamos em versos!

Padecer é inevitével, mas se é para padecermos que seja assim: lindamente...

Felizp dia mundial do poeta

Milhões de beijos

Mari Amorim disse...

Parabéns!
adorei esta leitura e estar aqui,é uma alegria,Boa semana.
Boas energias
Mari

poeta do inverno. disse...

juliana tuas palavras causam comoção a este ser, muito obrigado.
talvez você tenha razão, nós poetas não sabemos mesmo sofrer, até mesmo a dor é o nosso alento.

saudações

Clara Margaça disse...

Obrigada pelas tuas palavras simpáticas. :)
Feliz dia, poeta de todas as estações :)

um beijo

Cris de Souza disse...

Comovente...
Evoé !

Juliana Carla disse...

Boa noite Sandrio!

“... neste curso as pessoas se modificam e pouco nos resta do que fomos...”. De fato culturas, comportamentos, fragilidades da nossa carcaça, sentimentos mudam.

Se for amor, em ti está vivo... Se para ela também for... Um dia será pouco!

Desculpe-me pela demora em vim lhe visitar. Na semana passada não pude ir a cada cantinho com calma para retornar o carinho. Sei o quanto é importante o conceito que outras pessoas depositam no que escrevemos.

Grata pela companhia e “sentir”.

Bjuxxx e xerooo

Sylvia Araujo disse...

Tudo o que um dia vivemos é eterno dentro de nós. E não é preciso esquecer, mas tratar a saudade para que ela deixe de doer e faça parte da nossa história.

Bonita carta, Sandrio.

Um beijo pra você

Dica Cardoso disse...

Sem palavras... mil palavras... Todas as palavras aqui reunidas traduzem o sentir!
Belo!
*Seguirei, logo voltarei!

Maria disse...

Hoje, venho desejar a si e a toda a sua familia uma Santa e Feliz Páscoa.

Páscoa é libertação,
é amor e renovação
da fé, em Nosso Senhor.
Ele, sua vida nos deu
demonstrando seu imenso amor.

Sim por nós Ele morreu
mas na glória ressuscitou.
A mensagem que a Páscoa traz
é de amor alegria e esperança,
de que no mundo possa haver paz.

Abramos o coração,
Páscoa é tempo de partilhar
tempo de doar, de fraternidade e comunhão.
É tempo de amar
e ao próximo estender a mão.

Desconheço autor

Que a Luz do Senhor esteja sempre consigo, iluminando o seu caminho.
bjs
Maria

Os brejos ao redor de minha alma agreste... disse...

"ainda que sejamos poetas, não sabemos sofrer o bastante para compreender a existência e o dia que compreendermos tudo perderá o valor"(...)
simplesmente tudo!
amei!
bjos