14 de abr de 2010

Presente.

Não te nego a vida, ela a ti pertence
Não te nego o sonho e o desejo
Porem-te nego o arbítrio necessário
Para decidir o que fazer dos dias.

Não te nego o caminho que almeja
Não te nego um longo futuro
Porem saiba que toda a vida
Será permeada de passados.

Não te nego um destino, um beijo
Porem te nego a certeza do acontecer
Mas Não te nego um poema a escrever.

Não te nego o trocar da face
Porem te nego o trocar da alma
Esta não é alcançada pelo bisturi.


sandrio cândido.

9 comentários:

Graça Pereira disse...

Não sei se é um poema de Inverno...sei que é um poema em que as palavras namoram, casam e se oferecem... e eu, não te nego o valor deste Presente!
Beijo
Graça

Poeta do Penedo disse...

Caro Poeta do Inverno
não sei o que o futuro tem reservado para ti, mas neste momento não te nego um tremendo elogio à forma como neste poema me descreves, como me sentes- eu, o presente. Não sei o que o meu irmão futuro te tem por destino, mas sem negar afirmo, convictamente,que continuando a escreveres como escreves, te arriscas a ter uma enorme e saborosa surpresa no envelope fechado com o teu nome escrito, que o meu irmão guarda.
Não percas a pena!

Juliana Carla disse...

Boa tarde Poeta do inverno!

O seu cantinho inspira uma das maiores riquezas: o dom da palavra. Por isso você acaba de ganhar o selo “Prêmio Blog de Ouro”!

Passe no Braille da alma e retire o seu. Ele está no canto direito da página.

Parabéns!

Bjuxxx e xerooo

poeta do inverno. disse...

caro poeta do inverno, continuarei a saborear atentamente meus dias para pouco a pouco abrir este envelope e dele saber o que me aguarda.

obrigado e saudações.

poeta do inverno. disse...

juliana e graça muito obrigado a ambas pelas doces palavras.

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Sândrio,
Volto a afiançar: te irás longe, poeta...

Grato pelo PRESENTE,
Pedro Ramúcio.

Juliana Carla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Carla disse...

Olá amigo

Não sei o que possa ter acontecido. Porém, a imagem está neste link que segue:

http://brailledalmamimos.blogspot.com/

Clica na imagem, depois salva no seu PC.

Bjuxxxx

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Neste poema aqui é negado o arbitrio, já no meu isso não acontece, pois tenho o amor e paixão em conjugação ao desejo, nada que fiz ou faça, será sem o Livre Arbitrio da parceira, e tem sim que ter amor e paixão, mesmo que seja naquele momento, mas adorei teu comentario, mostra que estou escrevendo algo que pessoas como vc discutem com o proprio autor e isso que quero fazer pensar e discordar, mas esse poeam acima tb tem um algo de mim;

"Mas Não te nego um poema a escrever."

Muito obrigado, estarei sempre presente e esperando teus maravilhosos comentarios!Beijos!