24 de jul de 2010

Alguém queimará meus poemas( reedição)

Hoje sou isto que aqui perdura, nesta longa e sofrida existência fiz do eterno o meu próprio instante,do instante fiz o passado a qual regresso com medo do futuro que ameaça chegar e destruir toda a beleza do que se faz presente na minha historia...
Meu nome foi escrito nas cinzas, as mesmas que um dia se unirá ao meu corpo voluptuoso...
Ando como aquele rio que flui resvalando entre as pedras, padeço de futuros incertos enquanto vivo o agora de outros tempos,de muitos tempos,do meu tempo...surge em meu ser uma força que vem de mundos que não sei onde se situa, ainda sei que o místico possui razão e o poeta possui a emoção...
ainda danço os mesmos passos que outrora a bailarina me ensinou e me conduziu por entre as folhas secas que bailavam no ar, se eu soubesse que ela era tão lírica,eu mesmo entraria na gruta para salva-la de seu destino, entre lágrimas perderia minha historia por seus passos ...
guardo para meu ser os versos que o mundo não pode compreender, nos silêncio de auroras passadas plantei sementes para posteridade.
Acaba em meu ser o que em meu ser se iniciou, queria eu voar, mas mim prendo a solidão dos cais que nem mesmo cheguei a conhecer...alguém queimará meus poemas.
Um dia serei esquecido por aqueles que nem mesmo chegaram a mim conhecer, eis o meu destino, padecer levemente sobre meus próprios versos...Depois de padecer,ficar quieto enquanto baila a multidão, alguém escreverá no meu túmulo: talvez tenha sido do inverno o poeta.

sandrio cândido.

6 comentários:

Patrícia Lara disse...

Olá, Sandrio.

Obrigada pela visita em meu blogue. Gostei muito de tudo por aqui tb. Voltarei mais vezes.

Abraço,
Patrícia Lara

Maria disse...

Amigo, devemos pensar sempre positivo para atrair coisas boas, isto me disse a minha prima e eu tento acreditar e quando me vou abaixo pelas agruras da vida, tento "pensar positivo" ajuda-me a prosseguir a minha caminhada.
Você escreve com a alma, por isso a sua escrita é linda, lembre-se sempre disso, há sempre pessoas que gostam de ler o que escreve.
Como será o Amanhã, logo se verá, tente aproveitar ao máximo o dia Hoje!
Tenha um excelente Domingo
bjs do tamanho do infinito
Maria

Priscila Rôde disse...

Que as linhas eternizem a sua intensidade. Texto maravilhoso!

Lara Amaral disse...

Quem compreende o poeta, mal o (d)escreve.

Beijo.

Insana disse...

Poemas sao eternos pois fica na alma de quem os lê

bjs
Insana

Déborah Simões disse...

Lindo, lindo, lindo...
tu escreve poesia de uma forma tão forte...
parabéns...
adorei