15 de fev de 2011

Moldura de um sonho.


Diante do espelho vejo passar os fragmentos 
do que um dia eu poderia ter sido
sonhos emoldurados pelo tempo. 

É como olhar antigas cartas de amor 
que já não existe, que já não pode existir 
pois o passado não pode padecer
mas também não pode  regressar.

Diante do espelho vejo imagens curvas 
antigas posturas que sinto em mim 
é como olhar poemas que o tempo 
fez amadurecer em meu pensamento. 

Diante do espelho eu não reconheço 
que uma criança pode habitar meu esconderijo
onde só posso chegar com a saudade 
que aprisiona as melhores lembranças. 

Que posso eu fazer, senão viver? 
Colher do tempo suas marcas 
da saudade guardar o que é bom 
da vida ser apenas o que se pode ser. 

Diante do espelho eu vejo que a vida 
só existe em mim até o ponto 
em que eu me permito deixar viver...
Senão tudo fica na moldura de um sonho. 

Sandrio cândido.

15 comentários:

Annie disse...

O espelho tem sua magia, não reflete apenas nossa imagem .. tbm nos remete ao nosso passado.
Nossos olhos mostram o trajeto ...

As marcas do tempo em nosso rosto
nos dizem tanto ..

beijooos

Carla Diacov disse...

hei!
te achei no blog da Lara Amaral...
apaixonada pela foto até hoje, até amanhã, até então!



beijos seguindo-te

Lara Amaral disse...

A imagem imposta a nós pelo espelho faz-nos encarar certas realidades que perdemos com o tempo.

Ótimo poema!

Beijo.

Maria Marluce disse...

Uma complexa relação entre "o eu" e o "outro" no espelho. Profundamente belo.

C. disse...

Amei essa moldura!
Com o tempo aprendemos até a ninar aquela criança que um dia vimos no espelho, e que as vezes esquecemos que existem em nós.

Cris

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Sandrio muito obrigado e voltarei para ler e comentar, tenha um bela noite abraço!

kekagirassol disse...

Olá Sandrio!

Descobri seu blog através do blog da Ana Jácomo.

Gostei daqui! Vou adicioná-lo aos meus favoritos. Aproveito para parabenizá-lo pelos seus lindos versos. Você escreve muito bem.

Abraços,

Erica

Camila Lourenço disse...

Também vejo muitos dos meus sonhos em molduras.
Esse ano resolvi entrar na pintura e fazer parte da moldura.
Tem coisa que por mais maluca e impossível que pareça,foram feitas para acontecer!
Tire-os da moldura...sempre é tempo para FAZER ACONTECER!

Beijo!!!

Arianne Carla disse...

Sempre fico desencadeada por aqui, sempre sempre e sempre suas rimas me trazem na alma o romantismo.
Ps: Apenas consegui ler por que selecionei o texto, o fundo tá claro e a fonte também; Ou é um problema com meu navegador? Um beijo

Mirtes disse...

É tão bom poder olhar-se e perceber as marcas que vão se fazendo em nós e formando aquilo que somos.

Lindo esse poema.

Colecionadora de Silêncios disse...

Meu querido amigo poeta, que lindas as suas palavras, emolduradas em versos que tocam a nossa alma. :)

Amei!

Vc escreve lindamente!

Beijinhos :)

Canteiro Pessoal disse...

O que é um espelho? Não existe a palavra espelho - só espelhos, pois um único é uma infinidade de espelhos. - Em algum lugar do mundo deve haver uma mina de espelhos? Não são preciso muitos para se ter a mina faiscante e sonambúlica: bastam dois, e um reflete o reflexo do que o outro refletiu, num tremor que se transmite em mensagem intensa e insistente ad infinitum, liquidez em que se pode mergulhar a mão fascinada e retirá-la escorrendo de reflexos, reflexos dessa dura água. - O que é um espelho? Como a bola de cristal dos videntes, ele me arrasta para o vazio que no vidente é o seu campo de meditação, e em mim o campo de silêncios e silêncios. - Esse vazio cristalizado que tem dentro de si espaço para se ir para sempre sem parar: pois espelho é o espaço mais profundo que existe.

Lispector

Fernand's disse...

por isso não deixo de viver...



bjs meus

Cáh disse...

Ah Sândrio....

eu ainda não aprendi a fazer isso, de se olhar no espelho, olhar pro passado, sem sentir um sufoco imenso.



Um grande Beijo!

Vαnєssα Olιvєirα disse...

meu rosto tem mais marcas do que lhe é possível mostrar.

me vi diversas vezes no espelho que você questiona.

muito bom...

e volta sempre por lá ok?

=*