6 de mar de 2013

Daniela Delias

Eu moraria em seus olhos

Eu moraria em seus olhos. Olhos-pesos-de-papel deitados sobre os meus em uma carta-poema de delicada caligrafia. Não pela impossibilidade de existir feito coisa que se junta a outras coisas em casas-amálgamas de paredes, retratos e paraísos perdidos. Mas pela saudade de um lugar que me habitasse. Lugar-casa, lugar-coisa, lugar-peso, lugar qualquer de légua percorrida com os pés descalços sobre a bruta pedra dos dias. Eu moraria em seu passo largo e em seu riso contido - também me habitam distâncias e discretas alegrias. Eu sucumbiria às fomes de dentro, às sedes desmedidas. Ofertaria fogueiras e aquela sua dança de línguas aos deuses do outono e seus caprichos. Aliás, eu morreria em seu corpo e sua língua. E nasceria no que em nós resistisse palavra e restasse evidência. Não que prescinda da arte a pele. Não que prescinda da vida o gozo que ampara e dilacera. É que em versos reinvento o seu corpo. E só então deslizo suave entre os escombros.

6 comentários:

Relicário disse...

De uma beleza exótica, essa poética dislumbrada em palavras, em versos, só constrói mesmo essa imensidão bonita, dessa moça e do seu talento incontestável.

Lindo, lindo.

Beijo na alma, pros dois.
Sam.

Daniela Delias disse...

Quanta delicadeza, Sandrio!

Fico muito feliz por tua leitura sempre tão carinhosa...

Que honra estar aqui!

Muitos beijos :)

Relicário disse...

Venho deixar um abraço imenso e retribuir o carinho, seja por tantos anos, ou por alguns dias. Mas principalmente, pela troca e bonitezas que surgem e dos amigos que conquistamos e que no fundo, no fundo, não são tão virtuais assim...

Tem um presente pra você aqui: http://ancoradanoriso.blogspot.com.br/2013/03/vasto-coracao.html

Espero que se sinta num abraço e que goste.
Deixo o meu carinho.
Beijo na alma,
Sam.

Audrey Andrade disse...

Nossa que belas palavras! Adorei o seu espaço. Peço permissão para ficar!

Meu carinho!

Roberta disse...

Daniela Delia em prosa poética. Que belo.

Roberta Tostes Daniel disse...

Delias*